sexta-feira, 23 de março de 2012

Anistia ...

"A anistia, que é o olvido, a extinção, o cancelamento do passado criminal, não se retrata. Concedida, é irretirável, como é irrenunciável. Quem a recebeu, não a pode enjeitar, como quem a liberalizou, não a pode subtrair. É definitiva, perpétua, irreformável."

Rui Barbosa

Um comentário:

  1. Clediston Rodrigues, Acadêmico de Direito, Catolica de Santa Catarina9 de agosto de 2012 21:05

    As palavras do "Águia de Haia" no tocante a anistia são fortes e incisivas. Mas crimes políticos não devem ser tratados com veemência, sob pena de se estar passando a mão na cabeça daqueles que deveriam resguardar a segurança do patrimônio público.
    Dom Pedro I, em toda sua opulência, tomou o quarto poder para si na iminência de evitar que oportunistas tirassem vantagem do Império.
    Olga e Prestes não tiveram muita sorte quando tentaram impor a Anarquia à Federação. Entre tantas outras figuras mais que compôem a nossa historia, onde a Anistia, possivelmente, não seria concedida nem em sonho!

    ResponderExcluir